Por Assessoria Stra Medical

No verão, além das altas temperaturas dificultarem a chegada do sono, os dias mais longos alteram a liberação de melatonina (hormônio provedor da sonolência). Une-se a isso o fato de que muitas pessoas tiram férias neste período, e acabam dormindo e acordando em horários que não são os de costume, desequilibrando o relógio biológico. Para sofrer menos com os efeitos do calor e do verão sobre seu sono reunimos algumas dicas¹ e dividimos em três postagens.

01. Use lençol de algodão:
Durante o sono algumas pessoas costumam ficar com a temperatura corporal elevada, tecidos que absorvem o suor, como o algodão e o linho, são boas opções para lençóis, capas de travesseiros e pijamas, ao contrário da maioria dos materiais sintéticos. Antes de colocar o pijama, tomar um banho com água morna – e não gelado – também ajuda a enfrentar o calor intenso.

02. Os especialistas recomendam: dormir de lado é melhor.
A posição na hora de dormir influencia a qualidade do sono. Segundo o neurologista Ivan Okamoto, dormir de bruços é a pior forma possível. “Essa posição prejudica a respiração, pois o colchão comprime o peito e atrapalha a movimentação do pulmão”, diz. Além disso, causa problemas relacionados à postura e à coluna. Segundo ele, a melhor maneira de dormir é de lado, com a cabeça reta e uma almofada entre as pernas, desta forma não há prejuízo para a coluna ou para a respiração.

03. Evitar o consumo de álcool logo antes de deitar.
O álcool não é bom para a qualidade do sono, alterando processos importantes de descanso e recuperação do cérebro. Como um depressor do sistema nervoso central, ele induz a sonolência, porém o sono não tem qualidade, é agitado, o indivíduo não descansa como deveria e o despertar é precoce. Além de todos esses fatores, o consumo de álcool antes de dormir induz o ronco.

Aliar essas dicas ao uso do Dilatador Nasal Flux Air é ter a certeza de ter uma noite de sono tranquila e de qualidade.

Saiba mais sobre o Flux Air aqui.

¹ Fonte: https://goo.gl/GnrLEx